31 de outubro de 2013

Updates

A minha mãe chegou, trouxe-me metade da Zara Home e quase toda a Zara, achou que eu cabia num XS e tivemos que roubar preços das etiquetas da Zara de cá para colar por cima dos Euros e trocar por S, o que correu às mil maravilhas e ninguém desconfiou de nada. Vimos muita gente mascarada e quase todas pareciam prostitutas baratas, até a senhora que me fez o upgrade do iPhone me mostrou fotografias dela com os dois fatos que vai usar - Mickey Mouse (versão 'sexy', claro) e enfermeira sexy. Também comprei a minha primeira mala falsa em NY , que é uma Prada que passa muito bem por verdadeira, digo eu. Amanhã vamos procurar graffitis do Banksy. É isto que se faz deste lado do Atlântico.

7 comentários:

  1. Tu fotografa todos os graffitis do Banksy e mete aqui! Além disso, ouvi dizer que ele esteve a vender uma série de obras por uma ninharia. Provavelmente só aconteceu uma única vez, mas de qualquer forma anda atenta ;)

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Em qualquer parte do mundo os portugueses são especialistas em fazer coisas dessas... Era preferível fazer e não dizer do que gabarolar-se de trocar etiquetas.

    "Chico-espertismo" em terras do Tio Sam!!! :((

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh vá lá, a roupa é exactamente a mesma, só muda a moeda. Mesmo que não tivesse trocado as etiquetas provavelmente tinham trocado na mesma. Não é que eu tenha propriamente enfiado roupa na mala e saído de fininho... E acredite, os portugueses até são os mais inofensivos!

      Eliminar
  3. A mim tb não me parece mt ético fazer isso ás etiquetas da ZARA...

    ResponderEliminar
  4. Eu acho que não há problema nenhum! O produto é exactamente o mesmo, logo não afecta a loja! E se fosse a perguntar se trocavam obvio que nao o faziam... É de facto uma boa ideia Maria ;)

    ResponderEliminar
  5. Maria, onde comprou a mala falsa?

    ResponderEliminar