18 de março de 2013

Niagra Falls, Writing about places #2

Quinta-feira disse "amanhã" e hoje já é terça. Nunca acreditem nos meus amanhãs! Mas como mais vale tarde que nunca, aqui vai:
O meu pai veio cá em Julho e numa noite em minha casa, decidimos ver o Niagara Falls com a Marilyn Monroe. A meio, soltei um "e se fossemos às Cataratas de Niagara?" e o meu pai, que já me devia conhecer e saber que se concorda com estas coisas vai mesmo acontecer, disse "sempre quis lá ir!". Pus-me a ver preços de avião, comboio e autocarro e o preço dos passes das atracções. Entretanto fizemos a mudança da minha casa antiga para a nova, arrumámos tudo e quando acabámos, voltei a insistir "então, vamos depois de amanhã?" "achei que estavas a brincar..." "não pai, não estava. São 100$ de autocarro e 39$ pelo passe. Sobrou-me dinheiro este mês, portanto posso ir. Vamos.". E fomos. Saímos de Manhattan às quatro da manhã e chegámos a Niagara às 11. Sete horas sentadinhos num autocarro, que somos pessoas corajosas.
Quando chegámos eu parecia uma criança numa loja de chocolates. Sempre tive um fascínio enorme por cataratas, passava noites e noites a ver imagens e vídeos, mas nada se compara a vê-las ao vivo. Trocámos o voucher dos passes e fomos logo para o barco, o Maid of the Mist. Deram-nos uns ponchos de plástico azuis e aí fomos nós. O barco vai até às Horseshoe Falls, que faz uma névoa no meio que molha qualquer alma dentro do barco. Quando acabou, o meu cabelo parecia acabado de sair do duche. A sensação de estar no meio de uma queda de água tão brutal como aquela é indescritível e tomar literalmente um duche de catarata é o máximo. Saímos encharcados e eu dei graças a Deus por ter ido de Doc Marten.
Depois decidimos aproveitar o sol para ir à Cave of the Winds, que é basicamente um deck de madeira debaixo de uma cascata "pequenina" das New York Falls. Deram-nos outro poncho, amarelo desta vez e umas sandálias. Eu que adoro máscaras, achei aquilo tudo muito divertido. Na Cave of the Winds dá para nos pormos literalmente debaixo da queda de água e há sempre um arco-íris. O meu pai, que usa óculos, não se chegou tão perto como eu. Encostados mesmo à madeira só estava mesmo eu e umas quantas crianças (hmmm o que é que isto dirá sobre mim?).
Acabadas as atracções que envolviam levar com água em cima fomos ver o que nos faltava. Havia um aquário que nos fez olhar um para o outro com ar de quem já fez mergulho nos Açores (eu, que o meu pai já mergulhou em meio mundo e fez festinhas a tubarões no Mar Vermelho) e acha que não nos podem mostrar nada de novo, uma tour pelas pontes dos rápidos e um filme das lendas e feitos nas Cataratas. Fomos para a pequena e muito fria sala de cinema e vimos vídeos de lendas de nativas que eram chamadas pelas Cataratas, pessoas que se atiraram de lá de cima em barris, pessoas que caíram e sobreviveram, pessoas que atravessaram as Cataratas inteiras em cima de uma corda, etc. Giro mas estava mesmo muito frio.
Para terminar fomos fazer o passeio de comboio pelas pontes que passam por cima dos rápidos e acabámos com uns cocktails quaisquer muito caros e que deixavam muito a desejar no restaurante, mas tem uma mega vista sobre as Horseshoe Falls e isso é que nos interessava.
Voltámos muito felizes da vida para o autocarro e passámos dias e dias a contar a toda a gente a nossa viagem, muito orgulhosos do que tínhamos vivido.


No muuuito confortável autocarro. Mas hey, tinha tomadas!


Eu (antes da dieta do verão), o meu pai e as Cataratas.

The Mist (a tal névoa). 


Eu e o poncho azul.
Antes de tomar banho...

A vista lá em baixo I, New York Falls. 

A vista lá em baixo II, New York Falls.

A vista lá em baixo III, New York Falls.

A vista lá em baixo IV, Horseshoe Falls.

 ... eu depois do banho.

Um dos Maid of the Mist, que chega ainda mais perto do que isto.

O comboio que nos levava de um lado para o outro.

Horseshoe Falls.

New York Falls.

Cave of the Winds.

As sandálias!

O cocktail mau e a vista melhor que boa.


Cenas dos próximos capítulos: Miami, Orlando e São Francisco.

23 comentários:

  1. Maria, que aventura fantástica!
    Adorei as fotos!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Obrigado Maria, por tudo, pela história e sobretudo pelas fotos... Estou aqui numa luta comigo mesmo, é que sendo eu "macho latino" o filme que me vêm á cabeça quando penso nas cataratas do niagara é o Superman mas deveria ser a Marilyn né! :)))
    Contigo vamos conhecendo sítios que só em filmes ou sonhos é possível, mas um dia chego lá e vou precisar de guia turistico. :)))
    Por favor continua.
    Fica bem.

    P.S.: continuo sem perceber para quê dietas?! :)))

    ResponderEliminar
  3. Ideia da minha mãe, uma mulher portuguesa que sai do país para ir ver uma maravilha da natureza num continente diferente:

    "Epá, estes casaquinhos azuis são muito jeitosos, vão dar imenso jeito na chuva. Guardem-nos todos nas malas, vamos ficar com eles!"

    Maria, espero que também tenhas guardado o teu, ou não poderás dizer que és uma verdadeira portuguesa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro!!! Tenho os dois cá em casa! Ainda por cima eu ando de bicicleta e assim posso andar com chuva... Eu e a tua mãe sempre estivémos em sintonia!

      Eliminar
  4. Porca, adoro as tuas doc martens... por acaso, é sitio q não me chama muito, mas parece ser amazing.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São lindinhas <3 vá, marca lá uma viagem para NY que eu levo-te lá e passa-te já a falta de chamamento!

      Eliminar
  5. gostei muito! obrigada pela partilha

    ResponderEliminar
  6. Também adorei!!
    Não tive coragem de me chegar lá perto.. Quando espreitei lá para baixo e vi o barquinho a abanar por tudo quanto era lado, mal se viam com a névoa toda, pensei: "Quem tem cu tem medo"... e não fui!
    Lembro-me perfeitamente das lojas com chocolates, que perdição. :)

    ResponderEliminar
  7. Por acaso sempre quis ir aí e agora fiquei com mais vontade. Não é justo!

    ResponderEliminar
  8. Fotos espectaculares, mas acho que naquele barco não entrava! ;)

    ResponderEliminar
  9. Também adorei, gosto imenso de ler testemunhos das viagens que as pessoas fazem; sempre estimula e dá-nos a conhecer outros cantos do mundo!!

    Desejosa dos teus próximos relatos =)

    bjs

    ResponderEliminar
  10. Gostei especialmente da "Diana" ao pescoço. Tens de publicar alguns resultados qualquer dia :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Clarooo, anda sempre comigo. Tenho que ir revelar rolos, tenho tantos que nem sei (da Diana, da La Sardina, de uma Canon AE-1, uma máquina descartável...)

      Eliminar
    2. As la sardinas são tão lindas. volta e meia vou à embaixada lomográfica namorá-las. Olha a nova: https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-snc7/313702_10151410732334300_1116964707_n.jpg

      Acumular rolos também já é habito por ser caro revelar e porque é muito mais giro revelar muito tempo depois quando já nem me lembro que rolos são aqueles :)

      Eliminar
    3. É linda!!! Também adoro a DIY!
      Eu tenho esta http://cdn.webshopapp.com/f/z1m5sa/lomography-35mm-la-sardina-mobius.jpg

      Eliminar
  11. O que eu mais gostei foi teres levado as unhas a condizer com as sandálias... "Ah espera lá que quase de certeza q me vao dar umas sandálias... e têm verdinho de certeza!!" e as D. Martens em azul a condizer com a capinha de plástico! Que máximo.
    Adorei as fotos, é uma experiencia única... e só para corajosos! =)

    ResponderEliminar
  12. Estas não são as Cataratas do Paraíso no "UP ALTAMENTE" ? :)

    www.simplethingscomeeasier.blogspot.com

    ResponderEliminar
  13. Olá, sou uma apaixonada por viagens e adoro ler os relatos e as diferentes vivências. Visito o seu blog porque sou uma eterna apaixonada por NY!! Só aí estive mas já passaram 17 anos. Calculo que muito tenha mudado entretanto. Também fiz o passeio a Niagara Falls e nada do que se possa descrever se compara ao que sentimos perante a grandiosidade do local, é esmagador!! Sentir todo o corpo a tremer por dentro com a trepidação da agua é algo indiscritivel. não fiz a viagens no barquinho porque era Inverno e havia muito gelo! continue a partilhar conosco as suas aventuras nessa terra dos sonhos!

    ResponderEliminar