13 de fevereiro de 2013

Feliz-data-comercial-que-eu-menos-suporto

Detesto o dia dos namorados. Quando era pequenina achava piada porque a minha avó comprava sempre o Swatch para eu dar à minha mãe e eu adorava aquilo. A caixa, o relógio, ver o que é que podia ficar para mim.
Entretanto cresci, a minha mãe casou-se e eu perdi a minha função de cupido. E percebi também que era a data mais parva, com coraçõezinhos em tudo quanto é sítio, fitinhas, coisas encarnadinhas e cor-de-rosinha, pessoas de mãos dadas e aos beijinhos como se lhes tivessem apontado uma arma e dito qualquer coisa como "hoje vais fingir que a tua relação é a melhor coisa deste mundo, vais sair à rua aos amassos, jantar num sítio com menus que incluam amor-para-dois ou beijinhos-de-chocolate ou suspiros-de-paixão e vinhos de qualidade duvidosa e vais-te virar do avesso para dar um presentinho à tua cara-metade" (cara-metade deve ser das palavras que mais confusão me faz!!!).
E não, não é por não ter namorado, porque no ano passado tinha e o máximo que fizémos foi ir ao Burger King, que eu recuso-me a entrar no jogo. A mim não me apanham nessa! No ano antes estava na pior cidade para se estar nesse dia: Roma. Fui com a minha mãe ao McDonald's porque já estávamos estafadas e não sei como é que consegui engolir o meu Cheese Natura depois de ver pessoas a comerem-se umas às outras na fila.
Mas vá, eu sei que há quem goste do dia e ainda bem que há!!! Portanto para todos esses, um feliz dia cheio de corações e beijinhos.

Eu vou continuar a fugir do cupido, que é coisa para que tenho jeito!

9 comentários:

  1. Nao sendo, tambem, apreciadora do dia, nao percebo porque este dia e crucificado por ser uma data em que tem de se fazer algo, quando todas as outras data tambem o sao. O Natal e-se obrigado a estar com familia ainda que o resto do ano nao se veja, por exemplo.

    ResponderEliminar
  2. Subscrevo inteiramente...neste dia tudo parece mto hipócrita, cor-de-rosa demais!!
    Nada melhor do que pegarmos em quem gostamos, num dia qualquer, e darmos uma escapadela aqui ou acolá, sem pré-definições..só porque sim!!

    Gosto muito do teu blog, by the way!

    Beijo

    Maria Filipe

    ResponderEliminar
  3. Olá,
    Vou ser sincera. Já odiei este dia também, tanto na fase sem namorado como com namorado. Até já fiz o esforço de entrar na jogada e passar pela troca de prendas pirosa e jantar e cinema da praxe, mas odiando o dia na mesma, so adorando a pessoa. O tempo passou, e hoje com 34 anos e numa fase miserável da minha vida, cheia de incertezas, cuja a única coisa boa que tenho é saúde e dois gatos lindos, recebi mal acordei uma ramo com duas rosas vermelhas da pessoa com quem estou e amei o gesto e percebi que ia ser um dia feliz e que podia dizer que hoje tive um optimo dia de sao valentim e fui feliz.
    Tudo depende e a idade acaba por nos trocar as voltas e também eu fugi muito do cupido mas ele apanhou me e nunca mais me largou apesar de muitos altos e baixo.
    Boa sorte e mesmo que não sejas sempre feliz, está feliz sempre que podes porque o presente é o melhor que temos, por isso se chama "presente".
    Beijos de uma leitora e fã tua.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ohhh gostei muito desta história :) obrigada por partilhar!!! Beijinhos

      Eliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. Ahah como eu te percebo! De todas as dayas "especiais" é a que menos suporto. No mínimo, perturba-me, independentemente de na altura ter ou nao namorado..

    ResponderEliminar
  6. E no ano antes estavas em S.Martinho! confessa la que esse foi o melhor...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esquece, melhor dia dos namorados de sempre. Começando por só termos saído de casa às 9 da noite ahah

      Eliminar