10 de fevereiro de 2013

Bocas del Toro - a Odisseia

Hoje tive uma bela de uma insónia que durou até à hora de irmos para o aeroporto apanhar o avião para Bocas del Toro. Cheguei ao aeroporto e senti-me a entrar num filme mexicano. O edifício parecia uma casinha normal, lá dentro era tudo primitivo. Quando fizémos o check-in perguntaram-nos quanto pesamos, para "calcularem o peso do avião e o combustível" (eu não me peso para aí há 78 anos e a minha mãe idem, portanto atirámos uns números ao calhas maiores do que pesamos na realidade - pelo menos assim esperamos) e remataram com "os lugares são livres". Passámos para a sala de embarque, que era outra coisa engraçada e as portas de embarque pareciam as da minha sala em Lisboa. Chegou o avião, que me fez temer pela minha vida, mas ao fim de uma hora lá aterrámos em Bocas del Toro, para bem da minha sanidade mental. Agora estou numa varanda com uma mega vista de mar e campo... Não planeio fazer mais nada além de comer, dormir, dar mergulhos e vegetar ao sol na próxima semana!

Balcões de check-in




Controle de passaportes


Porta de embarque


Finalmente ganhei coragem!


O avião onde, por momentos, achei que me ficava...


A entrega das bagagens






Sem comentários:

Enviar um comentário