2 de dezembro de 2012

Os dramas entre a noite e o sono

O meu primeiro grande desafio quando comecei a morar sozinha foi impor horários a mim própria. Muito mais difícil que aspirar a casa - que vem logo a seguir, lavar a roupa ou levantar o rabo para cozinhar qualquer coisa. Eu sempre fui uma criatura da noite, um morcego, uma autêntica coruja, tinha muita dificuldade em obrigar-me a dormir antes das 2 da manhã. Porque a noite é muito mais gira que o dia, nunca está um calor de morte (eu sou daquelas pessoas que sofre com muito o calor), nunca há luz suficiente para fazer doer a cabeça e as pessoas são menos chatas. Mas acho que a vida me trocou as voltas. Agora tenho vontade de dormir cedo, normalmente começa às 9 da manhã, faz uma pausa entre as 19h e as 21h e depois ataca outra vez. Mas uma vontade incontrolável, meus amigos, daquelas em que bocejo o dia inteiro e só penso na minha cama e num pijama quentinho durante horas. Tenho que me controlar para não me atirar em voo picado para a cama quando chego a casa, por isso alapo-me ao sofá a fazer tempo. E quando chega a tão esperada hora, sempre entre as 22h e a 1h, que depois disso passa-me o sono todo, tenho que fazer um esforço hercúleo para dar três passos da sala ao quarto, fingir que não oiço as vozes do demónio que me tentam convencer a não lavar os dentes nem a cara, dar dois passos para a casa de banho e mais dois de volta para o quarto. E finalmente aterrar por umas quantas horas, que ou não são suficientes ou então são demais.

Eu não era assim, eu não me deitava cedo! Ou ando cansada ou estou a ficar velha. É isso, estou a ficar velha.

6 comentários:

  1. sinto exactamente o mesmo. Antes, pelo menos aos fins de semana, era impossível conseguir adormecer antes das 1h, 2h.. Agora, basta bater as 22h, 23h no máximo, já o João Pestana está a fechar as cortinas. Perco imenso tempo útil a dormir, tou feita uma preguiça autêntica :(

    ResponderEliminar
  2. Eu sou tal e qual :)
    continua a escrever, adoro o teu blogue. Parabens!

    ResponderEliminar
  3. Também me acontece isso.

    Estou a chegar aos 30, acho que é disso :P

    ResponderEliminar
  4. A minha mãe chamava-me "guarda nocturno"... Acho que essa definição tb te assenta muito bem :D

    ResponderEliminar
  5. A noite e definitivamente a parte mais interessante do ''dia''! Este ano também tive que trocar as voltas e ás 23/00 passa a ser a hora de dormir e custa-me tanto!

    ResponderEliminar